O R G A N I Z A Ç Ã O --------

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Travessia da Serra da Arrábida by CLAC & CAMSP

FOTOS      VIDEO
O CLAC (Clube de Lazer Aventura e Competição) levou ontem cerca de 100 Caminheiros para a secular Subida de Sexta-Feira Santa que junta em Vila Nogueira de Azeitão várias centenas de amantes do Pedestrianismo que aproveitam para subir o Parque Natural da Arrábida, no único dia do ano em que se pode caminhar por esses trilhos.
Sob a liderança de Pedro Pimenta os Caminheiros do CLAC saíram da estação da CP cerca das 06:30 horas em dois autocarros fretados para o efeito e dirigiram-se até Azeitão onde cerca de 100 Caminheiros do CASMP (Clube Associativo Santa Marta do Pinhal) os aguardavam para em conjunto iniciarem a Travessia da Arrábida que terminaria cerca de 14 km depois na praia do Portinho da Arrábida.
Depois do Briefing dado pelo Magrinho (CASMP) onde foram transmitidas as informações de segurança necessárias para uma caminhada de grau de dificuldade elevado (4 numa escala de 1 a 5) e as proibições inerentes à travessia de um Parque Natural com Reservas Naturais e Reservas Integrais, foi dado início à caminhada que nos levaria até ao Formosinho, ponto mais alto da Serra da Arrábida e de onde se pode avistar a Sul, o Atlântico e a península de Troia, a Este, o Sado, a cidade de Setúbal e Palmela, a Norte, o Tejo, Lisboa, toda a linha de Cascais, incluindo a serra de Sintra e a Oeste, a serra do Risco.
Depois da foto de grupo iniciou-se a descida rumo ao Portinho da Arrábida com passagem pela Mata Coberta, de rara beleza e sempre com o Alberto (profundo conhecedor da zona e um expert em caminhadas em montanha) a guiar o grupo que apesar de fraccionado devido à sua dificuldade e características técnicas, mas sempre com um guia do CASMP e outro do CLAC a acompanhar esses mesmos grupos ia transpondo as dificuldades, e assim os cerca de 200 participantes chegaram finalmente ao areal do Portinho com a noção da missão cumprida e prontos para o pic-nic que se seguiu antes das despedidas e do regresso a casa com as imagens "divinas" que esta travessia tinha proporcionado e que ficarão para sempre registadas na memória de todos.
Para terminar refira-se que esta Caminhada foi a retribuição da presença do CASMP na Missão a Fátima organizada pelo CLAC em 12 de Maio de 2013. Na viagem de regresso passagem por Vila Nogueira de Azeitão para os Caminheiros saborearem e comprarem as famosas “Tortas de Azeitão”. Já rumo à Cidade Ferroviária e no autocarro onde viajava, Pedro Pimenta revelou outras qualidades para além das conhecidas como organizador, dinamizador e guia de Percursos Pedestres, relevando-se um exímio "cicerone" descrevendo em pormenor a passagem pela Ponte 25 de Abril, Lisboa e a chegada ao Entroncamento.
No próximo dia 10 de Maio o CLAC organiza a V Missão a Fátima, um percurso que se fará entre o Entroncamento e a Cova da Iria numa distância de 34 km por caminhos rurais, de pé posto e trilhos.


Francisco Gavancho 

Sem comentários:

Gardunha a noite

Pesquisar neste blogue